sexta-feira, 6 de novembro de 2009

A dor da perda



É um caminho inevitável. Temos todos, um dia ou outro, de uma forma ou de outra (e geralmente de várias formas mesmo), que viver isso. Não porque é uma fatalidade do destino, mas porque faz parte da vida.
E cada um de nós vive, mesmo se de maneira dolorosa igual, de um jeito diferente as diferentes perdas pelas quais temos que atravessar. 
A pior de todas, é quando alguém que a gente ama morre. Esse é um sentimento de perda irreparável. Um amigo não vale pelo outro, um irmão não vale pelo outro e nada no mundo poderá substituir nossos pais. Tenho uma amiga sábia que diz que "nunca somos velhos o suficiente para ficarmos órfãos." E ela tem razão. E mesmo se o tempo aplaca essa dor, sempre vai ficar dentro da gente aquele sentimento indecifrável de vazio. É a idéia do "nunca mais ver" que dói mais. E quando esta se une à idéia de não termos feito algo mais, não termos dito algo mais, ainda é pior. 
Outra dor de perda é quando a pessoa que se ama se vai. Nesse caso existe uma mistura de dor de orgulho e dor de medo de se ficar sozinho, muitas vezes porque o que existia não era realmente amor, mas uma dependência emocional do outro. Dor de orgulho, porque ninguém nessa vida foi feito pra perder. Dor de ter sido deixado, dor de rejeição, que chega a doer até fisicamente. Não adianta dizer nesse momento que "quando se perde um ônibus vem dez atrás", porque a pessoa vai te dizer que o que perdeu era justamente aquele que queria. Mas quando o tempo cura essa ferida (e o tempo cura todas as feridas!) e o coração começa a bater mais forte por outra pessoa, aí então a gente esquece. E ninguém precisa ter medo de ficar sozinho, pois só vai ficar sozinho quem não se abrir a novas possibilidades.
E com isso tudo, o que é preciso mesmo é que aprendamos o sentimento de aceitação. Não passiva, de se deixar levar. Mas aquela de quando se sabe que vai se viver o inevitável, de viver isso da melhor maneira possível. Nenhum de nós está preparado pra isso, mas sabemos que é a vida.
E não deixar que a dor do orgulho possa impedir que vivamos, isso é importante. Alguém me contou recentemente que sofreu dois anos por ter perdido um amor e depois é que reconheceu que o sofrimento não era realmente de amor, mas do orgulho de ter sido deixado. Uma vez reconhecido isso, ele deu um passo à frente e encontrou aquela que hoje em dia é sua esposa, que portanto já fazia parte do grupo que conhecia e freqüentava. É preciso muita sabedoria para se tirar a venda do orgulho dos olhos.
 Fazer com que os que amamos saibam disso é uma maneira de se preparar a viver diferente a perda, se esta se der. É preciso dar de si mesmo enquanto se pode. É preciso evitar o "ah, se eu soubesse" e "ah, se eu pudesse voltar" do futuro. É preciso oferecer flores enquanto se pode vê-las e senti-las.
Se você gosta de alguém, diga, demonstre. Nem todo mundo sabe adivinhar. Transforme em gestos e palavras tudo aquilo que se passa no seu coração.
 Vive muito melhor dor de perda quem sabe que fez a sua parte. Ainda vai doer, mas de maneira bem diferente.
 
 

Letícia Thompson

AMIGAS ME PERDOEM A MINHA AUSENCIA.

ANDO PASSANDO POR MOMENTOS DE MUITA DOR, TRISTEZA..........

ESTOU SEM ÂNIMO DE BLOGAR.....
MINHA SOGRA ENTROU NO ESTÁGIO TERMINAL E DÓI MUITO..........
QUE DOENÇA É ESSA MEU DEUS DO CÉU?!!!!!!


ESSA DOENÇA NÃO ACABA SÓ COM O DOENTE, MAS TBM COM QUEM TÁ A SEU REDOR......
VER UMA PESSO QUE AMAMOS PARTIR SEM PODER FAZER NADA É MUITO TRISTE.......
AMIGAS , NÃO SEI SE VIREI AQUI NOS PRÓXIMOS DIAS, MAS ASSIM QUE EU TIVER CONDIÇÕES, RESPONDEREI AOS RECADOS E IREI BUSCAR OS SELINHOS......DESDE JÁ AGRADEÇO O CARINHO DE VCS; E ME PERDOEM A DEMORA EM RESPONDER.


P.S:PRA QUEM NÃO SABE, FALO DE MINHA SOGRA, QUE VEM SOFRENDO DESSA DOENÇA HORROROSA QUE NEM QUERO CITAR, HÁ ALGUM TEMPO E QUE NOS CONSOME TBM DIARIAMENTE.......
BJS PRA VCS.....

8 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Ainda não aprendi a superar a dor da distância,perdi dois irmãos e até hoje sofro,a saudade que eles deixaram é imensa,dói demais.

Que Deus tenha misericórdia de sua sogra e conforte vcs.

Fique com Deus.

beijooo.

{♥Åññä Lµí§ä♥}_L€ØNARÐØ disse...

Bom Dia!
Vim deixar meu carinho e lhe desejar um excelente FdS!
Meus Selinhos eu nem te ofereço mais porque vc não pega mesmo!
Mas tudo bem eu não ligo para isso!

Beijoss fica com Deus!

Teresa Carneiro disse...

Minha querida....não sei qual a doença da sua sogra...se for Alzheimer...sei bem o que esta sentindo pois perdi meu pai há quase 2 anos dessa doença silenciosa e absurda!!!!Se for outra doesnça, não importa, pois a dor da perda é sempre enorme!!!!!!!!!!!Amiga, os dias vão passando e a gente vai tentando se adequar sem a presença deles, sem o carinho, sem a voz, sem o abraço....mas o amor é eterno e esse fica pra sempre no nosso coraçao e nossa alma!!!!!Se precisar de qq coisa, estou aqui ok? Força!bjs Teresa

mary.am disse...

Olá! Ritinha! Como Vc está?
Vim conhecer este seu cantinho!
É muito triste termos um ente querido doente e não podermos fazer nada!Tenha força neste momento!
Beijos em seu coração,
MARY
http://cozinhandocommary.zip,net

{♥Åññä Lµí§ä♥}_L€ØNARÐØ disse...

Bom Dia!
Obrigada pela visita!
Ritinha eu entendo não se preocupe comigo eu que sou uma mimada rsrsr.
Que Deus te ajude a resolver tudo logo e que você possa voltar para continuar dando o ar da graça...
Uma semana abençoada para você e familia!
Beijoss fica com Deus!

Patty disse...

Querida amiga, nessas horas não há palavras pra acalmar seu coração.
Só peço a Deus pra dar forças a vc e familiares que sofrem junto com o ente querido.
Que Pai misericordioso iluminem suas vidas sempre. MUitos beijos e minha solidadriedade.

Alyne disse...

Olá Ritinha, como te entendo...
Há Dez anos meu pai e mais recentemente um amiga de apenas 27 anos...é duro, mas nada como o tempo...
Se cuida
Beijos!

Joana Neves disse...

Oi miga! Vim oferecer 3 selinhos pra você!
Estão na salinha de "premios recebidos" mas caso não encontre pode ver neste link:
http://mylovelypresent.splinder.com/post/21675794/Obrigada+Ana+pelos+lindos+seli

*** Uma maravilhosa semaninha!
Com carinho, Joana Neves

http://joananeves.splinder.com